ÁUDIOS
Globo em Foco - Peperi - AM

Globo em Foco segunda-feira - 02 09 19

-GOVERNO ALTERA DECRETO E PERMITE QUEIMADAS FORA DA AMAZÔNIA

-ALIMENTOS FICARÃO ENTRE 8 E 9 POR CENTO MAIS CAROS A PARTIR DE HOJE

-SEMANA DA PÁTRIA COMEÇA COM ACENDIMENTO DO FOGO SIMBÓLICO NA PRAÇA

-APESAR DA REDUÇÃO DO ORÇAMENTO, EPAGRI MANTÉM ATENDIMENTO DOS AGRICULTORES

-DESEMBARGADORA DEFENDE MAIS AÇÕES PARA COMBATER O TRABALHO INFANTIL

-ACIDENTE DEIXA DUAS PESSOAS FERIDAS NA AVENIDA WILLY BARTH

-HOMEM FICA FERIDO EM SAÍDA DE PISTA NA SC 161

O tempo é de..... A previsão para as próximas horas é de sol com algumas nuvens. A temperatura pode chegar a 22 graus. A mínima das últimas horas foi de cinco graus. Agora, na Central de Jornalismo da Peperi, ... graus. Umidade relativa do ar ... por cento.

A Bolsa de Valores de São Paulo abriu a segunda-feira em queda. O dólar paralelo está cotado a quatro reais e 10 centavos para a compra e quatro reais e 20 centavos para a venda. O euro está valendo quatro reais e 50 centavos para a compra e quatro reais e 70 centavos para a venda. Já o peso argentino está cotado a sete centavos para a compra e nove centavos para venda.

No mínimo 100 prisioneiros de um centro de detenção dos rebeldes houthis do Iêmen morreram neste domingo em ataques aéreos da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita contra a cidade de Dhamar, ao sul da capital Sana. A informação é do Comitê Internacional da Cruz Vermelha. A prisão foi atingida por um mínimo de sete mísseis disparados pela coalizão árabe. Pelo menos 40 sobreviventes estão sendo tratados em hospitais da cidade.Os detentos eram "prisioneiros de guerra".

Israel respondeu neste domingo ao ataque de mísseis antitanque lançados do Líbano. A reação ocorre em meio a um contexto de fortes tensões nos últimos dias e medo de escalada do conflito com o movimento xiita libanês Hezbollah. O grupo afirmou ter "destruído" um "veículo militar" israelense no setor de Avivim, no norte de Israel, relatando que há "mortos e feridos". O presidente do Líbano descreveu o incidente como uma "declaração de guerra", acrescentando que seu país tinha o direito de "autodefesa".

Milhares de britânicos participaram neste sábado de manifestações contra a decisão do primeiro-ministro BORIS JOHNSON de suspender os trabalhos do Parlamento por cinco semanas, a dois meses do Brexit. Defensores da permanência do país na União Europeia condenam o "golpe de força" antidemocrático do político conservador. O Parlamento britânico ainda está em recesso de verão e volta ao trabalho na semana que vem. A suspensão dos trabalhos de 10 de setembro a 14 de outubro, conforme JOHNSON propôs e foi aceito pela rainha ELIZABETH SEGUNDA, deixa poucos dias para os deputados aprovarem novas leis visando adiar ou atenuar os efeitos do Brexit.

O presidente JAIR BOLSONARO passará por uma nova cirurgia no abdome, a quarta desde a facada sofrida por ele durante a campanha eleitoral de 2018. Segundo o Palácio do Planalto, o objetivo é corrigir uma hérnia surgida no local das intervenções anteriores. A operação é de médio porte e será feita no dia oito de setembro no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, pelo médico ANTONIO LUIZ MACEDO, que atendeu o presidente após o atentado ocorrido há quase um ano. De acordo com a equipe médica, o pós-operatório vai levar cerca de uma semana. Pelas redes sociais, o presidente disse que deve ficar afastado por aproximadamente 10 dias.

As queimadas no bioma Amazônia aumentaram 196 por cento em agosto de 2019, chegando a 30 mil 901 focos ativos, contra 10 mil 421 no mesmo mês ano passado. Os dados são do Inpe e foram gerados com base em imagens de satélite. É o maior número observado para o mês desde 2010. Se for considerado todo o território do país, as queimadas também tiveram alta: foram 51 mil 936 focos em agosto, aumento de 128 por cento em relação ao mesmo mês do ano anterior, quando foram identificados 22 mil 774 focos. Estes são os maiores números registrados para agosto desde 2010, ainda de acordo com dados do Inpe.

O governo federal alterou o decreto que proibia as queimadas em todo o país durante o período da seca, e passou a permitir queimadas para fins agrícolas fora da Amazônia Legal. Com isso, esse tipo de queimada permanecerá proibido apenas no perímetro da Amazônia Legal, que compreende todo o território de Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Roraima, além de parte do Maranhão. O decreto original, publicado na quinta, suspendia a permissão do emprego do fogo em todo o Brasil por um período de 60 dias com o objetivo de proteger o meio ambiente. O novo decreto estabelece que a suspensão não se aplica a "práticas agrícolas, fora da Amazônia Legal, quando imprescindíveis à realização da operação de colheita".

Um grupo de estudantes protesta contra a nomeação do reitor da Universidade Federal da Fronteira Sul, com campi em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Eles ocuparam a sala de entrada da reitoria na universidade em Chapecó. A nomeação do professor MARCELO RECKTENVALD, de 44 anos, pelo presidente JAIR BOLSONARO, foi publicada no Diário Oficial da União na quinta-feira. Ele foi o terceiro colocado dos votos para reitor da UFFS. Conforme os estudantes que ocupam o prédio, a manifestação é por considerar a postura do presidente antidemocrática.

Distribuidores, supermercados e restaurantes vão transferir os reajustes do ICMS aos consumidores a partir desta segunda-feira. De acordo com a Associação Catarinense de Supermercados, o reajuste foi adotado porque o governo não voltou atrás nos aumentos de alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços. Ficarão mais caras carnes de frango, suíno e peixes, derivados de carnes, leites especiais, queijos, pães especiais e erva-mate com mistura. Como a alíquota do imposto subiu de sete para 12 por cento, o aumento para carnes será de seis por cento do atacado ao supermercado e ficará numa média de oito a nove por cento para o consumidor final.

Pelo menos 138 motoristas foram multados por dirigir embriagados em rodovias federais e estaduais neste fim de semana. O maior número foi registrado nas rodovias federais, pela Polícia Rodoviária Federal. Somente no sábado, o relatório da corporação apontava que foram feitas 108 autuações e três prisões de motoristas flagrados dirigindo sob efeito de álcool. De sexta-feira a domingo, segundo números passados pelo comando da Polícia Militar Rodoviária nas rodovias estaduais foram 18 autuações de condutores sob efeito de álcool nas SCs de todo o Estado. Nove deles foram presos. Em rodovias federais e estaduais, já foram seis mil e 44 casos registrados durante operações ligadas à Lei Seca.

A JCI de São Miguel do Oeste vai exibir o documentário "O Silêncio dos Homens" no Cine Peperi na próxima terça-feira, dia 10. A produção será apresentado a partir das sete horas da noite e não terá a cobrança de entrada para os moradores. O documentário é fruto de um estudo nacional com mais de 40 mil pessoas. O filme é uma profunda investigação sobre as dores, obstáculos, valores, qualidades e processos de mudança dos homens. O projeto da JCI é estimular o debate sobre a origem do comportamento violentos dos homens contra as mulheres.

O Peperi Debates do último sábado discutiu valores como respeito, disciplina e obediência na escola. Será que a educação precisa de um reforço nessa questão e de uma linha mais dura e rígida para manter a ordem dentro da escola? Ou é preciso trabalhar mais com a formação de uma senso crítico e questionador dos alunos. O Peperi Debates reuniu o secretário de Educação, PAULO DRUMM, o ex-secretário de Educação, JUAREZ DA SILVA, o comandante da PM, MARCELO DE WALLAU e o diretor do IFSC, DIEGO MARTINS. O áudio e as fotos do programa estão no portal da Peperi na internet.

A aproximação da secretaria de Educação com a Polícia Militar tem o objetivo de estimular o civismo e aumentar a segurança nas escolas. O comentário é do secretário de Educação, PAULO DRUMM. De acordo com ele, a presença da PM no ambiente escolar não se dará no campo pedagógico, mas no reforço de valores que estão se perdendo na sociedade, como respeito, patriotismo e civismo. DRUMM disse que durante o regime militar houve muita repressão nas escolas e hoje é sistema é completamente diferente. O problema, segundo ele, é que algumas pessoas acabam extrapolando o limite e promovendo atos de desrespeito, agressão e violência. O secretário disse que a presença de militares na escola vai ser importante para a comunidade.

A indisciplina dos alunos atos isolados e localizados que a escola pode resolver internamente. A opinião é do ex-secretário de Educação, JUAREZ DA SILVA. Ele disse que não há necessidade de trazer uma corporação que é estranha ao ambiente escolar para dentro das unidades. Segundo JUAREZ, esse movimento de aproximação de instituições militares das escolas é um alinhamento do estado e do município ao pensamento do governo federal. Para o ex-secretário de Educação, levar a PM para as escolas não vai trazer melhorias para a estrutura de ensino. Ele citou que os problemas de indisciplina que ocorrem nas escolas vem de fora. Na visão de JUAREZ, seria mais um importante garantir uma boa alimentação para as crianças de baixa renda do que obriga-las a cantar o hino nacional todos os dias.

O programa Estudante Cidadão que prevê a presença da Polícia Militar nas escolas tem um caráter preventivo e de reforço de valores como respeito e civismo. A declaração é do comandante da Polícia Militar, coronel MARCELO DE WALLAU. Ele disse que a atuação preventiva da PM no ambiente escolar contribui para a formação do estudante a longo prazo e está dentro da missão constitucional da corporação. WALLAU citou que a PM catarinense mudou seu perfil e, além de atuar na repressão, desenvolve várias ações de caráter preventivo, inclusive na escola, como o Proerd. Ele comentou que a Polícia não vai promover nenhuma interferência pedagógica, mas apenas resgatar e estimular valores que são importantes para a formação do estudantes, mas que foram gradativamente caindo no esquecimento.

Falar de educação sempre é sempre complexo e não existe uma solução única para resolver todas os problemas da educação. A observação é do diretor do Instituto Federal de Santa Catarina, DIEGO MARTINS. Ele afirmou que existe um anseio social de ver uma escola mais segura e com respeito aos professores. Por isso, as pessoas entendem que a presença da Polícia Militar pode melhorar essa questão. No entanto, apenas isso não resolve as grandes dificuldades da educação pública. É preciso mais investimentos para garantir uma educação de qualidade. DIEGO disse que a escola é um espaço onde o estudante é acolhido e pode se manifestar livremente. A presença da PM pode representar uma limitação dessa liberdade. A educação, segundo DIEGO, serve para desenvolver a cidadania e não para restringir a liberdade de pensamento e expressão.

A semana da pátria de 2019 foi aberta neste domingo no município. A primeira cerimônia das festividades foi o acendimento do fogo simbólico no quartel do décimo quarto RCMec. Em seguida, o fogo da pátria foi levado até a praça Walnir Botaro Daniel por militares e atletas da Acosmo e São Miguel Indians, escoltados pela Polícia Militar e Bombeiros. Na praça, o acendimento da Pira foi feito pelo vice-prefeito ALFREDO SPIER. O hasteamento das bandeiras do Brasil, estado e município também teve a presença do presidente da Câmara de Vereadores, EVERALDO DI BERTI e do juiz da comarca, MÁRCIO CRISTÓFOLI. As fotos da abertura da semana da pátria estão no portal da Peperi na internet.

A programação da semana da pátria prevê horas cívicas todos os dias até o próximo sábado. A guarda do fogo simbólico será feita por entidades sociais, escolas e militares. Pela manhã e no fim da tarde haverá hasteamento e arriamento das bandeiras com execução do hino nacional. As horas cívicas acontecem as oito da manhã e seis da tarde. No Dia da Independência, sábado que vem, será realizado o Desfile Militar, com início às nove horas e participação da Polícia Militar, CivilAmbiental, Corpo de Bombeiros e Exército.

A chuva do final de semana afastou os riscos provocados pela estiagem dos últimos dias. A afirmação é do gerente regional da Epagri, SIDINEI SIMON. Ele disse que o baixo volume de chuva de agosto trouxe alguns transtornos para quem vive no inteiror. Alguns municípios registraram falta de água para o consumo animal. As lavouras do chamado “milho do cedo” também podem apresentar problemas de desenvolvimento. SIMON disse que a previsão para setembro é de chuvas dentro da normalidade histórica e isso traz tranquilidade para os agricultores.

A Epagri está passando por um processo de adaptação depois da reforma administrativa do governo do estado. De acordo com SIDINEI SIMON, o número de gerenciais regionais caiu de 23 para 17. A de São Miguel do Oeste foi mantida, mas o orçamento para programas e ações sofreu uma redução. SIMON disse que apesar disso, a empresa conseguiu manter as principais atividades e o atendimentos das famílias que vivem no campo. O gerente da empresa comentou que a gerencia regional enfrentou algumas dificuldades, mas já está adaptada a nova forma de gestão do governo de CARLOS MOISÉS DA SILVA.

O governo do estado pretende que as ações desenvolvidas pela Epagri apresentem resultados práticos para os agricultores. A explicação é do gerente regional da Epagri, SIDINEI SIMON. Ele esteve sábado no Peperi Rádio Repórter e disse que o foco do novo governo está na efetividade dos serviços públicos. No caso da Epagri, a gestão vai se pautar ainda mais pelos resultados que as ações provocam na agricultura.

Santa Catarina tem cerca de cem mil crianças e adolescentes em situação de trabalho infantil. A informação é da gestora regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, TEREZA COTOSKY. Ela participou do RPN primeira edição de hoje e disse que o estado ocupa a décima posição no Brasil em casos de trabalho infantil. Para a desembargadora do TRT, a situação é preocupante, especialmente porque Santa Catarina tem um alto índice de desenvolvimento humano. TEREZA citou que o governo, as instituições e a sociedade precisam se mobilizar para reduzir esses números.

A situação do trabalho infantil é grave em algumas regiões do estado, como o oeste e extremo-oeste. O comentário é da gestora regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, TEREZA COTOSKY. Ela afirmou que a maior parte dos casos são registrados no meio rural, onde as crianças e adolescentes exercem atividades laborais para a própria família. TEREZA citou que é preciso entender que o trabalho contínuo na infância vai comprometer o desenvolvimento e trazer prejuízos para da criança ou adolescente.

O combate ao trabalho infantil ainda é muito difícil em Santa Catarina por uma razão de ordem cultural. De acordo com a gestora regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, TEREZA COTOSKY, há um entendimento geral de que é preciso colocar os filhos para trabalhar desde cedo. O senso comum é de que as crianças e adolescentes precisam ser educadas para o trabalho e que isso vai torna-las adultos com responsabilidade. Além da questão cultural, o elemento econômico também é uma das causas do trabalho infantil. TEREZA disse que a situação financeira leva muitos adolescentes para o mercado de trabalho antes da hora e em uma condição de informalidade que piora ainda mais a condição dessas pessoas.

O estado tem várias ações para enfrentar o quadro de trabalho infantil, mas ainda é preciso avançar nesse tema. A avaliação é da gestora regional do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem, TEREZA COTOSKY. Ela disse que Santa Catarina tem um fórum de combate ao trabalho infantil que envolve entidades e instituições que atuam no setor. Além disso, existem muitos programas para estimular a aprendizagem infantil, como por exemplo, os projetos desenvolvidos pelo Tribunal de Justiça, a Fiesc, Celesc e outras entidades. Na visão da desembargadora, o trabalho correto a partir dos 14 anos evita o ingresso ilegal desses jovens no mercado de trabalho.

Um motociclista sofreu ferimentos leves ao se envolver em um acidente de trânsito na manhã deste domingo. A vítima conduzia uma motocicleta Honda CG 125 Fan de Descanso que colidiu na traseira de um Voyage de São Miguel do Oeste. A batida foi por volta das dez e 15 na Rua Waldemar Rangrab. O Corpo de Bombeiros foi acionado e avaliou a vítima que alegou não haver necessidade de condução ao hospital. O motociclista foi atendido no local e liberado em seguida. Os danos nos veículos foram de pequena monta.

O motorista de uma carreta ficou ferido na manhã deste sábado ao sofrer um acidente de trânsito na BR-282 em Iraceminha. O homem, de 38 anos, conduzia uma Scania R 440 de Palmeira das Missões quando aquaplanou, perdeu o controle da direção e se chocou com uma árvore às margens da rodovia. O acidente ocorreu pouco antes das 10 da manhã. Uma carreta Scania R 113 de Tio Hugo, que seguia no sentido contrário, não conseguiu desviar e colidiu na lateral do veículo tombado. A carga de ambos os caminhões ficou espalhada sobre a pista. O motorista da Scania de Palmeira das Missões foi socorrido com escoriações nas pernas e mencionava dores na região torácica. Ele foi encaminhado ao Hospital São José, de Maravilha. A carreta que tombou só foi retirada da pista no final da tarde de sábado.

Uma saída de pista seguida de choque em árvore deixou um homem de 27 anos ferido neste sábado. O acidente aconteceu pouco antes do meio-dia na SC 161, entre Palma Sola e Campo Erê. A ocorrência envolveu um Gol de Palma Sola. O motorista sofreu cortes na boca, escoriações nas costas e ferimentos leves na mão esquerda. Ele foi socorrido pelos bombeiros e levado ao Hospital para atendimento médico. A Polícia Rodoviária Estadual foi acionada e realizou o levantamento do acidente. Os danos no automóvel foram de grande monta.

Duas pessoas ficaram feridas um acidente de transito neste sábado na avenida Willy Barth. Segundo a Polícia Militar, o condutor de um Fiat Uno perdeu o controle da direção, saiu da pista e bateu contra um poste da rede elétrica. O carro só parou quando bateu no muro de uma residência. O motorista saiu do local sem prestar socorro aos demais ocupantes do veículo. Uma mulher que estava na carona ficou presa nas ferragens. Ela teve ferimentos com maior gravidade em uma das pernas. Ela foi desencarcerada pelo Corpo de Bombeiros e levada até o Hospital Regional. Um rapaz que também estava no carro teve escoriações. Dentro do veículo havia uma latinha de cerveja.

PROGRAMAS

Fique por dentro das últimas novidades do Portal Peperi.